segunda-feira, 11 de junho de 2012

TRANSTORNOS PSICOMOTORES



Sobre os transtornos psicomotores Ajuriaguerra e Bonvalot-Soubiran (s.d.) afirmam:

"O desenvolvimento do ato envolve um funcionamento fisiológico, porém o ato não é somente uma soma de contrações musculares, também é desejo e encontro, dominação ou destruição. a ação não se apresenta como a atividade de um espírito desencarnado, mas sim como uma sucessão de fatos com suas antinomias internas".

Analise as contribuições da Psicomotricidade para a explicação do desenvolvimento psicomotor, as dimensões envolvidas, características do desenvolvimento normal e de transtornos psicomotores ou outro aspecto que você considere importante comentar, considerando as áreas de atuação da sua formação em Psicopedagogia Institucional, Clínica e Hospitalar.

24 comentários:

  1. A psicomotricidade tem como objetivo trabalhar o social, político, o econômico, o afeto e o desafeto do corpo, desenvolver o seu aspecto comunicativo, de pensar seus gestos, trabalhando assim a estética e aperfeiçoando o equilíbrio. A psicomotricidade que é o corpo em movimento engloba várias áreas: educacionais, pedagógicas e a área da saúde (corpo, ação e emoção).
    O corpo em movimento estimula a respiração. A circulação, o fortalecimento dos ossos, músculos além de aumentar a capacidade física. O bom desenvolvimento cognitivo aliado ao desenvolvimento motor possibilitará a criança a explorar o mundo através de experiências concretas. O desenvolvimento é crescente tanto no aspecto motor, cognitivo e sócio-afetivo dependendo das suas influências comuns. As fases do desenvolvimento são comuns a todas as crianças, as diferenças vêem do ambiente familiar e meio social em que vivem, é que vão definir o seu comportamento, podem-se observar crianças com a mesma idade e com comportamento diferentes, assim se prova que cada criança é única e deve ser respeitada.
    Influências no processo do desenvolvimento psicomotor da criança, para que haja uma maturação normal da criança e que sua inteligência seja desenvolvida, tem que haver um ambiente favorável, é necessário que pais, professores e aluno estejam na mesma sintonia, num só objetivo o desenvolvimento social, afetivo e motor da criança, que irá favorecê-la na aprendizagem futura.
    O papel do professor é de observar a criança em suas atividades, criando situações de descontração, o professor deverá organizar atividades individuais e coletivas e fazer uma avaliação psicomotora com os alunos, detectando as falhas, o professor deverá organizar ainda atividades de reeducação psicomotora com o objetivo de superá-las. O professor precisa ter o conhecimento para preparar os exercícios. É necessário que haja variedade, pois as crianças revelam-se incapazes de refazer o mesmo exercício com material diferente. A educação motora deve ter dupla função, preventiva e terapêutica, deve estimular a fantasia, tão importante nesta fase. É importante solicitar a participação da criança na organização dos exercícios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu comentário é muito interessante, principalmente porque reconhece que a concepção é de inclusão e portanto não se pode defender a não aquisição e sim promover o desenvolvimento psicomotor. Senti falta da discussão da função do Psicopedagogo Institucional, Clínico e Hospitalar, afinal de contas já discutimos que o professor sozinho não dá conta dessa complexidade toda, motivo porque há espaço para o Psicopedagogo. Pense nisso!

      Excluir
  2. A Psicomotricidade é uma neurociência que transforma o pensamento em um ato harmônico. Por tanto cabe ao educador ser mediador nesta ação, levando em consideração que o desenvolvimento não é um ato apenas fisiológico, mas uma soma entre movimentos musculares e desejo. Considerando três dimensões: motora, cognitiva e emocional. A dimensão motora permiti a coordenação dinâmica entre o correr, andar, saltar, etc. A dimensão emocional leva em consideração o estilo motor próprio de cada sujeito e que muda em situações diferentes. Já a dimensão cognitiva é o conhecimento do corpo por meio de experiências sensório-motoras e perceptor-motoras. Portanto, quando se fala em psicomotricidade se fala da junção do biológico e do psicológico. As três dimensões convertem numa unidade. Quando há alguma alteração em uma dessas dimensões não basta apenas realizar exercícios dirigidos, mas oferecer também espaço e tempo para que a criança recupere o prazer e o poder pelos movimentos através de brincadeiras e ações diferenciadas. Como o Psicopedagogo atua em quatro áreas específicas: cognitiva, psicomotora, pedagógica e afetiva, onde todas se remetem à motricidade do sujeito, torna-se fundamental a total preocupação do profissional e sua atualização constante em relação a estas questões.

    ResponderExcluir
  3. onilda viana o. nunes13 de junho de 2012 04:38

    A psicomotricidade tem como objeto de estudo o corpo e suas manifestações, o conceito do corpo inclui postura, gestos(olhar e mimicas)e as praxias(movimentos voluntários e aprendidos).Trata ainda da construção do corpo nas dimensões motora, cognitiva e afetiva. Concordo com a Juliana quando ela cita as trés dimensões convertem numa unidade. Quando há alteração em uma dessas dimensões não basta apenas realizar exercícios dirigidos, oferecer para a criança atividade que estimulam seu desenvolvimento cognitivo, afetivo e motor evitando dessa forma, futuras dificuldades de aprendizagem e a psicomotricidade poderá auxiliar também no diagnóstico e intervenção psicopedagógica oferecendo para essas crianças atividades baseadas nos fundamentos psicomotores afim de superar as pertubações psicomotoras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com a Onilda e ainda complemento que A Psicomotricidade contribui de maneira expressiva para a formação e estruturação do esquema corporal e tem como objetivo principal incentivar a prática do movimento em todas as etapas da vida de uma criança. Por meio das atividades, as crianças, além de se divertirem, criam, interpretam e se relacionam com o mundo em que vivem. Por isso, cada vez mais os educadores recomendam que os jogos e as brincadeiras ocupem um lugar de destaque no programa escolar desde a Educação Infantil,onde estão relacionadas ao processo de maturação, onde o corpo é a origem das aquisições cognitivas, afetivas e orgânicas. É sustentada por três conhecimentos básicos: o movimento, o intelecto e o afeto. Um bom desenvolvimento motor repercute na vida futura da criança nos aspectos sociais, intelectuais e culturais, pois ao ter alguma dificuldade motora faz com que a criança se refugie do meio o qual não domina, conseqüentemente deixando de realizar ou realizando com pouca freqüência determinadas atividades. O desenvolvimento motor é o processo de mudança no comportamento motor, o qual está relacionado com a idade, tanto na postura quanto no movimento da criança, o conhecimento do desenvolvimento motor assume importância fundamental na clínica.
      Alyne Delane Freitas Nunes.

      Excluir
    2. Concordo com a Onilda pois ela contribui no campo de investigação que estuda o comportamento motor e com a sua habilidade padrões e sua capacidade físicas em população normais ou não em diferentes faixas etárias. Celene Rodrigues de Lima

      Excluir
  4. A psicomotricidade é uma base fundamental no desenvolvimento motor,afetivo e intelectual.A criança no conhecimento com o mundo vai se depará com várias situação que pede segurança e bom uso das atividades. Isto só pode acontecer quando ela é envolvida com pessoas equilibradas, conhecedoras e observadoras da realidade que ela vive. Porque o ambiente onde ela se encontra será a chave para entender as dificuldades , anseios e conquistas . O incentivo que a criança precisa na sua fase inicial tem a capacidade de superar suas dificuldades e aprender diante da prática pedagógica.Familia,professores,pedagogos trabalhando em conjunto colaboram de maneira precisa na sua formação integral.Tornando assim um ser sadio diante do mundo. Aluna Andreia Denise
    Andreia Denise.

    ResponderExcluir
  5. A psicomotricidade é uma ferramenta à disposição dos profissionais que atuam nas áreas de Psicopedagogia Institucional, Clínica e Hospitalar para que de forma conjunta e coordenada, professores, psicopedagogos e demais profissionais possam identificar dificuldades e desenvolver estratégias para que essa ferramenta alcance resultados positivos.
    Brincadeiras como: carrinho de mão, pedalar pernas, andar descalça sobre areia, no tapete, em cascas de ovo cobrindo-as com um plástico fino para não machucar os pés, andar de joelhos, apanhar com a boca uma bala dependurada, fazer bolinhas com massa de modelar, parar de correr ao toque do apito;
    Exercícios de coordenação dinâmica como: levantar os braços e junto o joelho direito, depois trocar. Pular de um pé só, imitar um ritmo pré-estabelecido pelo professor, jogos cantados onde as crianças de duas em duas batem as mãos, escravos de Jó, abotoar e desabotoar, enfiar miçangas. Pular de um pé só, colocar um objeto que não role em um pé da criança e pedir para andar sem deixar cair, jogar amarelinha;
    Jogar dados, amassar bolinhas de papel, correr dominando a bola passando por obstáculos no percurso previamente determinado, por um bambolê no chão e pedir para que a criança ande nas bordas, pule de um pé só para fora do circulo, com os dois pés pule para dentro. Atividades de orientação tipo seguir um trajeto, discriminação visual, memória perceptiva, completar o que está faltando, ordem e sucessão, duração de tempo, ritmos.
    São atividades que auxiliam no desenvolvimento da coordenação motora ampla e fina, lateralidade, percepção corporal (auditiva, olfativa, gustativa, espacial, temporal), seriação e classificação.
    Mariléa Puget

    ResponderExcluir
  6. A psicomotricidade é uma ciência que tem por objeto de estudo o ser humano, através de seu corpo em movimento e a relação com o mundo, bem como, suas possibilidades de perceber, atuar, agir com os outros e consigo mesmo.As atividades psicomotoras facilitam o acompanhamento e desenvolvimento de alunos especiais. É necessário que os profissionais envolvidos com o atendimento e orientação destes educandos possam conhecer as vantagens de estimulá-los através da psicomotricidade. Elas propiciam uma vida saudável e produtiva, criando uma integração segura e adequada ao desenvolvimento de corpo, mente e espírito. E para que haja um desenvolvimento de modo holístico no sujeito, precisa-se de profissionais especialistas que identifiquem as dificuldades apresentadas por professores e pais do sujeito, e em seguida façam as devidas intervenções para que possam obter resultados positivos. Adelia Amorim.

    ResponderExcluir
  7. Psicomotricidade tem como objetivo principal estudar e trabalhar o Homem de uma maneira integrada, considerando que seus aspectos motores, cognitivos, sociais e afetivo-emocionais e como também trata da construção do corpo na dimensão motora que possibilita a integração das diferentes partes do corpo, como equilibrio, afirmação da lateralidade (correr, escalar, saltar). Já o emocional estão as respostas frente ao meio, enquanto o desenvolvimento psicomotor é semelhante na maioria das crianças, cada um é marcado por um estilo motor próprio de cada sujeito. A dimensão cognitiva inserem as relações espaciais, sensório-motoras e percepto-motores, direita e esquerda, em cima, embaixo, em frente, atrás, etc. A criança na sua fase inicial precisa ter um acompanhamento mais significativo para superar suas dificuldades com a prática pedagógica dos profissionais envolvidos no ensino-aprendizagem, e como a participação da família, ou seja, um trabalho coletivo e integrado.
    Raimunda Rosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De acordo com Oliveira (1996, p. 182), a psicomotricidade contribui para o processo de alfabetização à medida que procura proporcionar ao aluno as condições necessárias para um bom desempenho escolar, permitindo ao homem que se assuma como realidade corporal e possibilitando-lhe a livre expressão. A psicomotricidade caracteriza-se como uma educação que se utiliza do movimento para promover aquisições intelectuais.

      Excluir
  8. "A aprendizagem dramatiza-se no corpo apartir da experiência de prazer pela autoria. Sendo a autoria objeto de toda intervenção psicopedagógica e sendo a psicomotricidade a que se ocupa do saber sobre o corpo e seus modos de valer-se, vamos vendo outros laços fraternos."( Alicia Fernández)

    A citação de Fernández nos faz pensar, a psicomotricidade enquanto possivel ferramenta para uma prática psicopedagogica mais completa e interdisciplinar.Equilibrio, tonicidade, orientação espacial e temporal, esquema corporal, imagem corporal, lateralidade e coordenação motora são estruturas psicomotoras necessárias para que nosso organismo explore ambientes, perceba-se nesse mesmo ambiente, venha perceber o outro, e com isso, se desenvolva. Maria da Cruz

    ResponderExcluir
  9. Leidiane de Carvalho Pereira14 de junho de 2012 18:23

    A psicomotricidade é um instrumento riquíssimo que nos auxilia a promover preventivos e de intervenção, proporcionando resultados satisfatórios em situações de dificuldades no processo de ensino-aprendizagem.
    Segundo Assunção & Coelho (1997, p.108) a psicomotricidade é a “educação do movimento com atuação sobre o intelecto, numa relação entre pensamento e ação, englobando funções neurofisiológicas e psíquicas”.Além disso, possui uma dupla finalidade: “assegurar o desenvolvimento funcional, tendo em conta as possibilidades da criança, e ajudar sua afetividade a se expandir e equilibrar-se, através do intercâmbio com o ambiente humano”.
    Dessa forma,o professor deve estar sempre atento às etapas do desenvolvimento do aluno, colocando-se na posição de facilitador da aprendizagem e baseando seu trabalho no respeito mútuo, na confiança e no afeto.
    Diante disso, percebe-se a importância do trabalho da psicomotricidade no processo de ensino-aprendizagem, pois a mesma está intimamente ligada aos aspectos afetivos com a motricidade, com o simbólico e o cognitivo.
    Diante deste contexto,percebe-se a importância do psicopedagogo que por meio de técnicas e métodos próprios, possibilita uma intervenção psicopedagógica visando à solução de problemas de aprendizagem em espaços institucionais,elege a metodologia ou a forma de intervenção como o objetivo de facilitar ou desobstruir tal processo.Por Leidiane de Carvalho Pereira

    ResponderExcluir
  10. Ana Claudia Pereira Silva15 de junho de 2012 12:05

    Ao que sabemos a psicomotricidade a existe nos menores gestos e em todas as atividades que desenvolve a motricidade da criança, visando ao conhecimento e ao domínio do seu próprio corpo, assim acredita-se que o envolvimento da psicomotricidade com a educação bem como com a construção da aprendizagem atraves da apaziguação que o trabalho da psicomotricidade pode causar vem a ser essencial no dominio e reconhecimento de varias dificuldades q a criança possa vir apresentar. nesse contexto o psicopedagogo devera auxiliar e atuar no sujeito aprendente de forma interver de maneira eficaz nessas dificuldades utilizando-se do auxilio da psicomotricidade.

    ResponderExcluir
  11. 2. Enfatiza ação motora e lúdica possibilitando a experimentação corporal, múltipla e variada, o que significa dizer que o adulto irá facilitar e instigar a criança a explorar diferentes materiais e movimentos ampliando o seu vocabulário psicomotor. A saúde irá avaliar e tratar o homem na aquisição, no desenvolvimento e transtorno de integração somatopsiquica de retrogênese. Na hospitalar sua atuação sobre a importância de implementação afetiva na utilização das brinquedotecas favorecendo a criança na relação consigo, com o outro e com o mundo, contribuindo para sua autoestima restabelecendo sua saúde.
    Francys Queiroz

    ResponderExcluir
  12. Os transtornos motores refletem sempre alterações que afetam vários aspectos do desenvolvimento da criança; daí a importância de intervir o quanto antes, pois o transtorno pode ir repercutindo negativamente em outras áreas, agravando e comprometendo todo o desenvolvimento da criança. Além de estarem muito ligados ao mundo afetivo da pessoa. Neste aspecto o papel do psicopedagogo,assim como áreas interdisciplinares devem intervir num diagnóstico preciso para poder propor e dar inicio aum processo terapeutico para que o transtorno não venha a afetar por total a vida escolar do aprendiz.

    Rosinete Carioca Costa

    ResponderExcluir
  13. A psicomotricidade é uma ciência que estuda o corpo como um todo, como também os aspectos motores, afetivos, coordenação, linguagem,equilíbrio e etc. Ela envolve áreas educacionais,pedagógicas, psicopedagógicas como também da saúde.A psicomotricidade é uma ferramenta essencial para contribuir na evolução motora, cognitiva e psicomotora dos sujeitos que dela precisam, para "tratar" os transtornos existentes, como também utilizar como ferramenta de prevenção á futuros transtornos ou dificuldades que a criança venha ter. Pois sabemos que o desenvolvimento das dimensões motoras, psicomotora, coordenação,linguagem acontece de forma orgânica com auxilio do meio externo, que envolve as experiencias vividas ( casa, escola e outros espaços)O qual profissional psicopedagogo clinico, institucional e hospitalar é um dos grandes responsáveis em diagnosticar como também promover atividades através de terapia, que viabilize a evolução do sujeito a partir de atividades de Equilíbrio, tonicidade, orientação espacial e temporal, esquema corporal, imagem corporal, lateralidade e coordenação e outros para o tratamento dos transtornos. Isso de forma interdisciplinar.
    Francisca Naiana da Silva Rodrigues

    ResponderExcluir
  14. A Psicomotricidade está relacionada ao movimento,o intelecto e o afeto.Onde serão trabalhados as áreas pedagógicas,psicopedagógicas e da saúde para juntas estarem trabalhando e viabilizando uma evolução motora e cognitiva do individuo.Contudo o psicopedagogo,vem auxiliar, com um grupo de técnicas significativas, que tendem a interferir no ato intencional significativo,para estimular ou modificar a tonicidade,equilíbrio,lateralidade,orientação espacial do sujeito.

    Francisca Naiara Da Silva Rodrigues

    ResponderExcluir
  15. Temos a certeza de que o ser humano comunica-se por meio da linguagem verbal e a corporal. Logo ao nascer até o início da linguagem verbal a criança se faz entender por meio de gestos, pois os movimentos constituem a expressão global de suas necessidades. Afirmamos então que o movimento é importante no desenvolvimento da criança pelo fato de está relacionado às emoções, e por ser um veículo de transmissão do equilíbrio do estado interior do recém-nascido. Para tanto devemos ressaltar que a criança se relaciona com o mundo através do movimento. Conforme a criança cresce, vai organizando sua capacidade motora de acordo com sua maturidade nervosa e com os estímulos do meio que a rodeiam. Segundo Fávero (2004), a organização motora é fundamental para o desenvolvimento das funções cognitivas, das percepções e dos esquemas sensório-motor da criança.
    De acordo com Negrine (1980), as aprendizagens escolares básicas devem ser os exercícios psicomotores, e sua evolução é determinante para a aprendizagem da escrita e da leitura.
    Fávero (2004) realizou um levantamento dos estudos que mostram a importância do desenvolvimento psicomotor para as aprendizagens escolares.Maria Aurineide Silva.
    Professora Amélia que saudade...

    ResponderExcluir
  16. Sabemos que existe uma relação forte entre as atividades escolares e o desempenho neuromuscular, por isso o favorecimento no processo ensino aprendizagem. Portanto podemos afirmar que não há como desvincular a aprendizagem do movimento e que a educação psicomotora faculta uma formação básica para toda criança. Afirmando a intensa relação do processo de alfabetização com a Psicomotricidade, vários autores destacam que pensamento e movimento se confundem, de maneira que não venha a desencadear nenhuma atividade sem que músculos e cognição sejam juntamente ativados. Portanto é importante que os pais e professores estejam cientes de que isolados não irão conseguir intervir no processo de prevenção ou tratamento de uma criança, pois as suas formações não serão capazes de diagnosticar uma criança que apresentam problemas psicomotores. Desta forma, fica claro que a função do psicopedagogo, e também nas áreas interdisciplinares é de intervir num diagnóstico preciso para iniciar um processo terapêutico para que o transtorno não venha a interferir no processo de aprendizagem da criança.Desta forma concordo com minha colega Francisca Naiana da Silva Rodrigues quando a mesma afirma que "o desenvolvimento das dimensões motoras, psicomotora, coordenação,linguagem acontece de forma orgânica com auxilio do meio externo, que envolve as experiencias vividas ( casa, escola e outros espaços)O qual profissional psicopedagogo clinico, institucional e hospitalar é um dos grandes responsáveis em diagnosticar como também promover atividades através de terapia, que viabilize a evolução do sujeito a partir de atividades de Equilíbrio, tonicidade, orientação espacial e temporal, esquema corporal, imagem corporal, lateralidade e coordenação e outros para o tratamento dos transtornos. Isso de forma interdisciplinar".Maria Aurineide Silva.

    ResponderExcluir
  17. Elisangela Barbosa Reis19 de junho de 2012 17:06

    A psicomotricidade contribui de maneira expressiva para a formação e estruturação do esquema corporal, incentivando a prática do movimento em todas as etapas da vida de uma criança.Trata também da construção do corpo nas suas três dimensões: motora que permite correr, escalar, saltar e etc; emocional,que em cada indivíduo é marcada por um estilo motor próprio de cada sujeito e que muda em situações diferentes; e a cognitiva que conhece o corpo por meio das experiências sensório-motoras e percepto-motoras.Portanto, as três dimensões convergem numa unidade. E quando ocorre alguma alteração no desenvolvimento em uma destas dimensões, é preciso ter muito cuidado, pois não é recuperada somente por meio de exercícios dirigidos, mas também é preciso deixar a criança recuperar o prazer e o poder do movimento por meio de brincadeiras e ações diferentes. Desta forma o professor precisa estar atento, para tomar atitudes que venham contribuir de forma significativa para o desenvolvimento da criança. Elisangela Barbosa Reis.

    ResponderExcluir
  18. A psicomotricidade tem o objetivo em trabalhar o ser humano como todo,ou seja,em todos os seus aspectos social,motor,emocional,modo de agir e pensar atuando em varias áreas pedagógicas,educacionais e psicológica.Assim pode ser considerada uma ferramenta importante para prenvenção á transtornos futuros possibilitando ao individuo envolvido com atividades psicomotoras tenha um desenvolvimento cognitivo e motor com sucesso.
    Ana Karolina Fernandes

    ResponderExcluir
  19. A importância da psicomotricidade no desenvolvimento dos autistas irá mostrar que é possivel interagir com eles através de mediadores verbais e não verbais.
    A psicomotricidade busca melhora de vida para pessoas com autismo, como também torná-os mais autônomos nas tarefas cotidianas.

    SOLANGE FRANCISCA COSTA

    ResponderExcluir
  20. A psicomotricidade tem com contribuição ajudar o ser humano em todos os seus desenvolvimentos,como cognitivo, motor e emocional,possibilitando o estudo em toda a sua formação e estruturação do corpo, encentivando a prática do movimento em todas as etapas da vida. Ezilvane

    ResponderExcluir